sexta-feira, outubro 27, 2006

ANTÓNIO LOBO ANTUNES

Tenho poucos amigos
Por norma, são raras as entrevistas televisivas que me prendem ao ecrã, mesmo que o entrevistado seja uma pessoa interessante e por quem eu tenha empatia, acabo sempre por mudar de canal e procurar algo mais dinâmico. Ontem, ao fazer um zapping, parei na RTP1 onde estava a Judite de Sousa com o escritor António Lobo Antunes. Não sei porquê mas acabei por ficar a ver e diverti-me com a forma como ele respondia às questões, simples, directo e sempre com as mãos a taparem-lhe metade do rosto.
Da sua obra apenas li algumas crónicas mas fiquei com vontade de ler mais coisas.

1 comentário:

Paulo Pisco disse...

É uma boa ideia. É por vezes um pouco...obsessiva e desconcertante, mas interessante.
Cumprimentos.